Arquivo de 6 de outubro de 2010

.as dores do amor.

Publicado: 6 de outubro de 2010 em Uncategorized

.não há coisa mais chata do que a dor. dor de dente, dor de barriga, cólica menstrual, dor de cabeça, dor nos rins, dor muscular. tem dor que chega a ser insuportável. mas há uma dor em particular, que às vezes parece não querer ir embora nunca. tem coisa pior que dor de amor? dor, não. dores, porque envolve umas tantas outras.

.exemplos são a dor (angústia) do medo que pode ser de amar, de ser traído, de sofrer, etc, etc, etc. há a dor de colovelo, ou despeito, como queiram. a a dor do ciúme. a da traição. quer pior que dor de corno? dor de amor não correspondido. de amor perdido, de amor morto. dor de saudade, dor do desprezo de quem se ama, dor simples por amar. porque amar envolve sofrimento. não há como fugir. se não quer sofrer, não ame e fique condenado ao mundo sem graça dos que não vivem o exagero, as volúpias, e os devaneios de amar.

.uma vez me disseram que o amor é egoísta e, pensando bem, de fato é. primeiro porque a gente quer alguém pra si e não queremos dividir com mais ninguém. além disso, fingimos querer sempre o bem do outro quando, no fim, o que nós buscamos é o nosso próprio bem estar. nós queremos ser felizes. nós amamos, na verdade, é o o sentimento que o outro nos desperta. as sensações que ele nos trás. amamos o prazer que sentimos no beijo, no abraço, no sexo. amamos a nós mesmos, mesmo amando o outro. no fim, tudo é amor. só que começa na gente. daí a importância do amor próprio. faz todo o sentido, então, quando dizem que precisamos primeiro amar a nós mesmos para que sejamos amados e amemos aos outros.

.aiai. coisa de amor é bicho complicado. melhor que especular sobre ele, é vivê-lo. engraçado que quando amamos, praguejamos contra o amor e todas as dores que ele nos trás, porém , quando sozinhos estamos, ficamos vagando por aí, loucos que ele bata a nossa porta. e, quanto mais a gente procura, mais ele foge da gente, até que um dia, ele aparece, ou não. bem. assim seguimos nós, seres humanos, sempre catando por aí algo que nos falta. gostamos mesmo é de sentir dor.

Anúncios