.ingazeiro.

Publicado: 24 de agosto de 2010 em Uncategorized

.fazia tanto tempo que eu não escutava  a palavra ingá. ah! que gosto de infância tem ingá. aposto que pouquíssimas pessoas nesse mundo já viram um ingazeiro ou tiveram a oportunidade de comer ingá, muito menos no pé (de ingá, óbvio). engraçados como ultimamente tenho parado para pensar e me dar ao luxo de sentir pequenos prazeres. esses são os que fazem cada segundo de vida valer a pena.

.mesmo com as decepções diárias, fico feliz de ser eu. no entanto, aprender nunca é demais. para desapegar de quem não devemos, basta ver que a projeção pela qual nos havíamos encantado não passava realmente de projeção. era o que queríamos que fosse e nem de longe era. remédio para isso? desconstruir nossas projeções. ou seja, nos dar conta de que ele não era lá essas coisas. de que ele mentiu, que o sorriso dele nem era tão bonito. que de vez em quando ele esquecia de usar desodorante e que ele vai ao banheiro como todo mortal. ou seja, eçe não é nenhuma entidade superior. você sim o é.

.então, nada de mudar mais uma vez a sua rotina por qualquer um que apareça. nada aconteceu. foi um lapso de sua consciência. aprenda a dizer vários nãos estratégicos. fazer a sua própria vontade. ser bonequeira. ser dona de si. você em primeiro lugar. anotou isso? pois enfia na cabeça agora e segue em frente que o mundo é grande e há pouco tempo para explorá-lo.

.ps.: alguém pode me dizer o que isso tem a ver com o ingazeiro que eu ainda não sei?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s