Arquivo de 16 de abril de 2010

.freud explica?

Publicado: 16 de abril de 2010 em Uncategorized

.no fundo, acho que freud era tarado. para ele, tudo o que somos, fazemos e sentimos, é fruto de nossa (in)experiência sexual. tudo é sexo. sexo, sexo e mais sexo. sexualidade mal resolvida então…é caso de enternamento.

.diz o famoso médico que meninas amam os pais e meninos apaixonam-se pelas mães. dia desses, pensando nisso, imaginei eu apaixonada pelo meu pai. Eca! meu pai nunca foi o esteriótipo do cara pelo qual eu me apaixonaria. não mesmo.

.no entanto, cheguei a pensar que a hipótese do pai da psicanálise pode realmente ter algum fundamento, mesmo que fruto de nosso inconsciente. vou explicar. a verdade é que, por mais que eu negue e lute contra a maré, na maioria das vezes, acabei ficando com o moreno baixinho e cabeludo. sim, meu pai já teve madeixas longas em sua época hippie. deve ser daí que vem esse meu quê de maria shampoo.

.se eu contar ainda que meu pai andava de moto? tá. por mais que eu não queira. o tal complexo de electra domina e, infelizmente sigo a sina de minha mãe e me apaixono por pessoas cada vez mais parecidas com papai.

.tantas vezes eu disse que ia virar freira. pena eu não ter vocação. quando menos espero, já me apixonei de novo. tarde de mais. lasquei-me de vez. do mesmo jeito, quando menos espero, já foi. o encanto quebrou. por issom sempre digo que não posso ser porto seguro de ninguém. se for comigo, tem que ir sabendo. não posso garantir amor eterno. e olha que eu não faço isso de propósito. não sou nem nunca fui do tipo mulher fatal. as vezes, isso não é nada bom, principalmente quando a gente chega a conclusão de que vai ficar só. eu até tento, mas deve ter um por quê. e ai, freud? explica?

claro! é sexo! sexo!