.dente de leite.

Publicado: 18 de janeiro de 2010 em Uncategorized

.o ontem era somente mais um chato domingo, dia que não passa da espera pela segunda-feira. foi quando, ao rever objetos de uma passado, às vezes nem tão distante,  mergulhei em um mundo paralelo, cheio de lembranças da criança que (acreditem!) eu já fui.

.dentro de uma pequena caixa estava um  tubinho opaco de plástico. chacoalhei o objeto e pude ouvir um barulhinho que indicava algo lá dentro. curiosa que sou, é claro que não deixei de abrir e, para a minha surpresa, estava lá um pequenino dente de leite. mais precisamente um canino. aquele que cresce nos vampiros.

.achei engraçado aquilo. terei eu guardado, ou terá sido coisa de minha mãe? era tão pequeno o dente. tão bonitinho. começei a imaginar-me quando aquele dentinho aindafazia parte de minha boca. quando o mundo era muito mais simples para mim. quando, não ser achada no pique esconde, ganhar um brinquedo novo e tomar um sorvete duplo era a maior felicidade que eu poderia desejar.

.pergunto-me por que as coisas eram tão diferentes. por que a minha rua parecia o mundo inteiro de tão grande. por que as pessoas pareciam mais gentis e belas. por que a felicidade parecia tão mais fácil de alcançar. acho que crescer dói um bocado. o mundo às vezes parece ter diminuído. tudo parece bem mais complicado, quando, por ter vivido tantos anos mais, eu deveria achar uma resolução relativamente simples para as coisas. não. acho que quando a gente cresce, fica, ou burro, ou cego. talvez os dois. ser criança, hoje, pareceu-me muito  inteligente. se tivesse hoje meus olhos de criança, seria mais fácil ver  a naturalidade das coisas, a magia da vida, a simplicidade de ser feliz. o que será que tanto a gente complica? ô saudade de quando meu mundo era uma floresta de fantasias a explorar! saudade de quando meus dentes eram de leite. minha criança parece ter se escondido, ou fui eu que a esqueci em algum lugar? ontem encontrei-a e me senti tão feliz por descobrir que, aqui dentro ela ainda habita e que, quando tudo estiver cinza e complicado demais, ela vai vir e pintar tudo colorido e, ao mostrar-lhe meus problemas, ela irá dizer: se quiser vai lá e faz. na dúvida, tira no par ou ímpar. vocês é que complicam demais! que tal um sorvete agora? ri de mim mesma. sou mesmo muito boba!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s